sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz Ano Novo!

Um ano pode passar quase desapercebido pela rotina dos dias e fatos sem grande importância, a ponto de se olhar pra trás e não lembrarmos de algo importante que tenha acontecido ao longo dele.

Um ano pode ser marcante, por outro lado, apenas por um grande acontecimento, de repercussão geral ou pessoal, na vida de alguém.

Vou me despedir desse 2016 sem jamais poder esquecê-lo. Coisas importantes aconteceram no país, como um novo impeachment, uma olimpíada, a prisão de políticos importantes etc. Mas foi no plano pessoal que ele me marcou...

Foi um ano de emoções conflitantes e ressignificados, de perdas e ganhos. De abrir as portas interiores, revelar segredos guardados, tomar decisões em suspenso, de viver expectativas e realidades até então não vividas e, de repente, intensamente sentidas.

No balanço das coisas boas e ruins do ano, o saldo é positivo - obviamente - porque tive saúde, amor e trabalho em plenitude. E mesmo o que não deu certo, deixou lições e proporcionou vivências significativas. Vida e sentimento, viver e sentir, ou viver por sentir, enfim, o sentimento como a essência de estar vivo.

O 2016 foi difícil e intenso, como é a vida, pra quem se dispõe a fazê-la acontecer. Que em 2017 possamos desfrutar os frutos desses esforços realizados e trocar os sonhos alcançados por outros novos, ainda maiores.

Feliz Ano Novo!