sábado, 18 de janeiro de 2014

Feliz aniversário, Vó Olmira!


Boa tarde a todos!

Hoje estamos aqui reunidos para celebrar o aniversario de 90 anos da Dona Olmira, com quem muitos de nós temos um vinculo familiar, outros de amizade, mas por quem todos temos, sem duvida, amor e carinho.

Essa senhora que hoje comemora o seu aniversario, já foi uma menina, descendente de imigrantes espanhóis que vieram se estabelecer aqui no interior de nosso município. Criou-se na Lagoa dos Barros, onde também freqüentou a escola, tornando-se uma bela jovem, que mereceu até a distinção de ser escolhida a Rainha da Sociedade Gaúcha do Portão, onde num baile laçou o coração do jovem Juvenal Ferreira Gomes, com quem veio a se casar la no ano de 1947, morando nos primeiros tempos no salão de baile do Portão, porque a vida era mais dificil naqueles tempos...

Junto com o marido, deram inicio a uma vida de trabalho conjunto, lado a lado superando as dificuldades, desde os tempos da pequena estofaria até se tornarem comerciantes de destaque na cidade, à frente da Loja Mobilar, onde ela cuidava das vendas de sapatos, sem descuidar das coisas da casa, subindo e descendo a escada do sobrado da Fancisco  J. Lopes, 76.

Fizeram muitos amigos e eram amigos de seus familiares, com quem desfrutavam bons momentos nas temporadas no Gravatal e nos veraneios na casa da barra de Tramandai, recebendo para o chimarrao no final da tarde ou para o churrasco dos domingos, sempre com acolhedora hospitalidade.

Tiveram papel importante na comunidade, nao só para o crescimento do nosso comercio, mas tambem dando sua contribuição em açoes sociais atraves do Lions Clube.

 Juntos, constituíram como maior patrimônio, uma bonita familia com os filhos Ana Maria e o nosso saudoso Ilmo Reni, e viram chegar os genros Telmo e Neiva, e depois os netos Murilo, Mouzar, Fabian, Lourenzo, Maurício e Filipe, que trouxeram suas respectivas esposas Carolina, Andrea, Lucila, Adriana, Lidiane e Magali. A Dona Olmira já tem até bisnetos: Pedro, Luca, Júlia, Bernardo e Gabriela.

Enfim, estamos celebrando uma vida de plenitude. De uma menina, mulher, mae, avó e bisavó, pelo que ela realizou, pela familia que constituiu e soube manter unida junto a ela, nos bons momentos e também nos momentos difíceis, nos ensinando a lição de que vencer na vida é chegar aos oitenta, noventa e, se Deus quiser, aos cento e tantos anos, desfrutando do amor de seus familiares, do carinho de seus amigos, e merecendo o respeito e admiração de todos. Parabéns Vó Olmira!